PAPAGAIO PIGMEU

Postado por e arquivado em , .

Em sentido amplo, papagaio é qualquer ave da ordem dos Psitaciformes, que inclui, além dele, as araras, periquitos, maracanãs, jandaias, cacatuas e outras mais, cujo habitat natural são as florestas tropicais da América do Sul e América Central, Ásia, África, Austrália e Oceania.

Em sentido restrito, porém, os papagaios da América – que têm como característica principal o bico curvo e penas de várias cores – pertencem ao gênero Amazona, que compreende algumas centenas de espécies na fauna mundial, e mais de setenta no Brasil. Como, por exemplo:

– O papagaio-chauá, com 37cm de comprimento, espécie ameaçada de extinção.

– O papagaio-verdadeiro, com 38cm de comprimento. Uma das espécies mais belas e inteligentes, costumam repetir o que ouvem de seus donos.

– O papagaio-galego, espécie em risco crítico de extinção, habita o cerrado, caatinga arbórea e zonas secas do estado de Minas Gerais e bacia do Rio São Francisco. Mede entre 25/27cm e aprende a falar

– O papagaio-de-cara-roxa, originalmente encontrado nos estados brasileiros de São Paulo ao Rio Grande do Sul, mas atualmente restrito ao sudeste do litoral paulista, e no Paraná. Essa espécie chega a medir 36 cm de comprimento e está ameaçada de extinção.

– O papagaio-do-mangue vive especialmente nos estados do Rio de Janeiro, São Paulo e Paraná, em matas e manguezais. Tem 34 cm de comprimento, sendo também conhecido como aiurucatinga, ajurucuruca, curau, curica, curuca, papagaio-grego, papagaio-trombeteiro e outros mais. .

Essas aves despertaram a atenção dos portugueses que aqui chegaram na época do descobrimento, tanto que foram mencionadas na carta em que Pero Vaz de Caminha informava ao rei sobre a nova terra em que haviam desembarcado. Por isso, o Brasil chegou a ser designado, embora por pouco tempo, pela vaga expressão geográfica de Terra dos Papagaios.

No reino animal, a família dos papagaios é uma das maiores, mais coloridas e mais barulhentas. Independentemente do grupo familiar a que pertençam, todos têm cabeça grande, pescoço e pernas curtas e fortes, variando apenas no comprimento, que pode ir de quase 1,50m (do bico à cauda) em certos tipos de arara, aos quase 10cm do papagaio pigmeu, ou seja, o mesmo tamanho do dedo polegar de um homem de estatura normal, o que significa dizer que são menores, inclusive, que alguns insetos também encontrados na floresta em que vivem.

O papagaio pigmeu (Micropsitta pusio) tem como habitat natural as florestas tropicais existentes em Papua Nova Guiné, um país da Oceania que ocupa a metade oriental da ilha da Nova Guiné, nas proximidades da Austrália. Uma de suas características mais interessantes é que não comem frutas, como acontece normalmente com seus parentes, mas apenas fungos, ou cogumelos..

Como seus demais parentes eles também usam os pés – como se fossem mãos – para segurar os alimentos e levá-los à boca. Mas, em sua maioria, fazem isso com o pé esquerdo, equilibrando-se com o direito. Mas costumam usar o bico para ajudá-los no deslocamento entre galhos e ramagens, como se ele fosse um terceiro membro.

Maiores detalhes sobre sua longevidade e sistema de vida são pouco conhecidos, e até pouco tempo o melhor visual que se tinha dele era uma tela do pintor alemão Georg Flegel, que se encontra em exposição no museu de Berlim. Mais recentemente, uma equipe da BBC conseguiu filmá-lo em seu ambiente natural, e segundo informação da agência de notícias, quando o cinegrafista que registrou o fato encontrou um ninho dessas aves, escondeu-se o melhor que pode e esperou que elas voltassem para então filmá-las.