MÃO-DE-VACA

Postado por e arquivado em , .

MAO DE VACA 1 A vaca, fêmea do boi, é um animal cuja carne se destaca entre as mais sadias e nutritivas para o ser humano. Além de ser a que fornece mais elementos protéicos, é também a de digestão mais fácil, desde que não seja acompanhada de um excesso de temperos.

Há, no mundo, diversas maneiras de prepará-la, e quase todas as suas partes encontram aplicação neste sentido, cada uma com as suas propriedades específicas.

Os seguidores da religião hinduísta constituem a exceção a essa preferência alimentar, já que a adoração a esse animal – que data de tempos remotos – está generalizada por toda a Índia.  A vaca já era venerada como divindade acessória em livros sagrados escritos durante longo período e em diferentes idiomas, fato que tem sido explicado pelo importante papel que ela exercia entre determinadas tribos nômades da época, antes das mesmas se fixarem nas planícies indianas. Até hoje, para os hindus, matar uma vaca é crime de lesa-divindade, razão pela qual eles preferem morrer de fome a se alimentar da sua carne.

MAO DE VACA 2  A vaca é um mamífero quadrúpede, ou seja, tem quatro patas, duas dianteiras e duas posteriores. Nos humanos, as extremidades dos membros superiores são chamadas de mãos, mesma denominação que pode ser dada às patas dianteiras dos quadrúpedes. Ou, nos açougues, à extremidade de qualquer dos membros anteriores ou posteriores dos bovinos, depois de cortadas.   

Costuma-se dizer que da vaca só não se aproveita o berro, e a expressão mão-de-vaca está aí mesmo para provar a veracidade da afirmação. De origem é desconhecida, ela é usada para designar o indivíduo que não gosta de gastar dinheiro, e que por isso mesmo recebe do povo um bom número de outros apelidos.

Entre eles o de avarento, munheca, unha-de-fome, pão-duro, muquirana, sovina, mesquinho, casquinha, egoísta e mais.alguns.

Diante dessa enxurrada de adjetivos, como explicar direitinho quem é mão-de-vaca. ou pão-duro? Recorro então a Gustavo Nagib, que em seu livro “Guia do Pão-Duro” diz que “Segundo os próprios economistas, economia é a ciência que estuda a escassez de recursos. E é o pão-duro quem usa a criatividade para driblar essa falta de recursos. Os economistas sempre têm idéias pára aplicar o seu dinheiro e ganhar mais 1% ou 2% acima da inflação. O pão-duro sabe que ninguém está com dinheiro para aplicar em nada e usa sua cara-de-pau para pedir mais 1% ou 2% de desconto. A segunda pergunta que mais me fazem é quem nasceu primeiro, o pão-duro ou o economista. Recorro à Bíblia. Segundo o livro sagrado, “no princípio era o caos”. Se tinha caos, tinha economista. Eles nasceram primeiro…”

Para os entendidos nesse assunto, as pessoas classificadas dessa forma nem sempre são desprovidas de dinheiro. Muitas têm posses, mas não gostam de gastar o que possuem porque são excessivamente apegadas aos bens materiais. A mão fechada dos humanos tem o formato aparente de uma pata de vaca, daí se dizer que um murro demolidor dado em alguém equivaleria a um coice. O que, por si só, justificaria a presunção de que tenha sido essa a origem da expressão popular.

Em maio de 2010, determinada empresa de turismo patrocinou concurso cujo objetivo era o de escolher e premiar as melhores frases sobre os indivíduos conhecidos como mão-de-vaca. Aqui estão algumas delas:

Frase 01 – Sou mão-de-vaca porque com um pouquinho de esforço se consegue ter o mesmo prazer do que gastando muito. Ser mão-de-vaca não é ser mesquinho, mas sim inteligente.

Frase 02 – Sou mão de vaca porque dou valor ao dinheiro que custo a ganhar, e acho que devo gastá-lo de forma inteligente.

Frase 03 – Sou mão-de-vaca porque.quero curtir essa cidade maravilhosa e aproveitar tudo o que ela tem de bom, sem gastar muito.

Frase 04 – Vou às compras somente aos domingos, quando as lojas estão fechadas.

Frase 05 – Sou mão-de-vaca porque aprendi que tendo o espírito alegre, não preciso gastar rios de dinheiro para aproveitar e curtir o que a vida oferece de melhor. O melhor da vida está dentro de mim.

Frase 06 – Sou mão-de-vaca porque tenho sempre dias sobrando quando minha renda mensal termina. Como a maioria do povo brasileiro.