Resultados encontrados: OUTROS

ADIVINHA QUANTO TE AMO

Postado por e arquivado em , .

Era hora de ir para a cama. O coelhinho agarrou com força as longas orelhas do pai e disse-lhe: – Papá, adivinha quanto eu te amo! – Ah! Acho que não consigo adivinhar… – Tudo isto! – E o coelhinho esticou os braços o mais que podia. Só que o coelho pai tinha os braços […]

AGRADECIMENTO

Postado por e arquivado em , .

Contam os antigos que em certa época dois amigos viajavam juntos pelo deserto. O trajeto era longo e acidentado; o sol inclemente que os castigava durante o dia transformava-se em frio difícil de suportar ao longo da madrugada; os camelos, cansados, avançavam a cada dia distâncias sempre menores, mas mesmo assim os dois amigos prosseguiam […]

BOA SORTE, MÁ SORTE

Postado por e arquivado em , .

Um velho vivia com seu único filho em um forte abandonado existente no alto do monte que dominava extensa planície. Certo dia seu cavalo desapareceu, e quando os vizinhos vieram e lhe expressaram o pesar de todos pelo ocorrido,  o velho perguntou: – Como sabeis que é má sorte? Mas poucos dias depois o cavalo […]

CASTIGO DO CEDRO, O

Postado por e arquivado em , .

Na floresta, o cedro orgulhoso e imponente bradava aos ventos que passavam por ali, que ele era a majestade, o senhor das matas, diante de quem todos deveriam curvar-se submissos. “Vejam – dizia ele -, como minha fronte ergue-se impávida e altaneira acima de todos os que me cercam, buscando a vastidão dos céus”.. E […]

CAVALO E O JAVALI, O – Fedro

Postado por e arquivado em , .

Todos os dias o cavalo selvagem saciava sua sede em um ponto do córrego situado pouco além do local procurado pelo javali para fazer a mesma coisa. Só que este, ao se dessedentar, removia com as patas e o focinho o barro do fundo do leito, sujando em conseqüência a água que descia correnteza abaixo. […]

DEFESA DE INTERESSES

Postado por e arquivado em , .

Os bichos estavam reunidos, e quando discutiam sobre povos antigos e cheios de fama e gloria, três deles passaram a defender e dar razão aos da preferência de cada um. Muito expedito, o gato declarou que de todas as civilizações conhecidas a que merecia a láurea maior era certamente a dos egípcios. E finalizou sua […]

DIÁLOGO

Postado por e arquivado em , .

A abelha voava de um jardim para o outro, enquanto a borboleta pulava de flor em flor o tempo todo, cada uma delas ocupada com suas respectivas tarefas. As horas corriam sem pressa, acompanhando o caminhar tranqüilo do sol nas alturas, mas as duas não se davam conta disso porque, mesmo sem saber, permaneciam em […]

ONÇA E O BODE, A

Postado por e arquivado em , .

O bode procurava um lugar para fazer sua casa. E quando o encontrou, limpou o terreno com cuidado e em seguida foi cuidar de outras coisas. Pouco tempo depois a onça apareceu por lá, e ao ver aquele pedaço de chão limpinho encantou-se tanto com ele que também resolveu que era para ali que iria […]

SAPO E O VAGALUME, O

Postado por e arquivado em , .

Toda a psicologia da inveja está sintetizada numa fábula digna de ser incluída nos livros de leitura infantil. Um sapo barrigudo coaxava num lodaçal, quando viu resplandecer no alto de umas pedras um vagalume. Certo de que nenhum ser tinha o direito de exibir qualidades que ele próprio jamais possuiria, e mortificado pela sua própria […]