Resultados encontrados: FÁBULAS

AGUIA E A FLECHA

A ÁGUIA E A FLECHA

Postado por e arquivado em , .

A manhã era calma, de brisa fresca, e o sol brilhava forte nas alturas. Tranqüila e satisfeita a águia voava baixo em seu pedaço de céu, quando de repente foi atingida no peito por uma flecha certeira. Mortalmente ferida, ela caiu ao chão, e lá deitada, aguardando a morte, percebeu que a seta que a […]

AGUIA E A RAPOSA

A ÁGUIA E A RAPOSA

Postado por e arquivado em , .

A águia cuidava em seu ninho de meia dúzia de filhotes esfomeados, e como precisava alimentá-los, valeu-se da ausência da raposa e tirou de sua toca as crias que encontrou por lá, com a intenção de levá-las para casa e servi-las como almoço às suas pequenas águias famintas. Não passou muito tempo e a raposa […]

BESOURO

A ÁGUIA E O BESOURO

Postado por e arquivado em , .

Fugindo da águia que tentava capturá-la, a lebre escondeu-se na casa do be-souro, e este, percebendo que a rapineira ia acabar derrubando a sua moradia, chegou à porta e lhe disse: – Poderosa águia, eu sei que lhe será muito fácil apoderar-se da lebre que está em minha casa, mas não se esqueça de que […]

ACORDO LEONINO

ACORDO LEONINO

Postado por e arquivado em , .

Os dicionários definem acordo como pacto, concórdia, concordância ou conformidade entre pessoas interessadas em alguma coisa, mas que não conseguiam se entender. Em tese, portanto, um acordo deveria dar fim ao desencontro dos envolvidos em qualquer problema. Mas nem sempre as coisas funcionam dessa maneira. Uma fábula contada por três fabulistas famosos nos dá idéia […]

ADIVINHA QUANTO EU TE AMO

ADIVINHA QUANTO TE AMO

Postado por e arquivado em , .

Era hora de ir para a cama. O coelhinho agarrou com força as longas orelhas do pai e disse-lhe: – Papá, adivinha quanto eu te amo! – Ah! Acho que não consigo adivinhar… – Tudo isto! – E o coelhinho esticou os braços o mais que podia. Só que o coelho pai tinha os braços […]

AGRADECIMENTO

AGRADECIMENTO

Postado por e arquivado em , .

Contam os antigos que em certa época dois amigos viajavam juntos pelo deserto. O trajeto era longo e acidentado; o sol inclemente que os castigava durante o dia transformava-se em frio difícil de suportar ao longo da madrugada; os camelos, cansados, avançavam a cada dia distâncias sempre menores, mas mesmo assim os dois amigos prosseguiam […]

AGUA

ÁGUA, A

Postado por e arquivado em , .

Olhando o céu azul que se estendia até onde sua vista alcançava, uma porção de água passou a alimentar o desejo de sair de onde estava, um pequeno ribeirão de águas tão limpas que pareciam um espelho, cercado de árvores frondosas e arbustos enfeitados por flores de cores variadas, aonde muitos animais vinham banhar-se e […]

AGUIA E A CORUJA

ÁGUIA E A CORUJA, A

Postado por e arquivado em , .

Do seu ninho no alto do penhasco, a águia avistou uma coruja empoleirada na árvore bem mais abaixo, ao pé do grande rochedo, defronte ao ponto aonde morava. Curiosa, ela ficou observando a vizinha que se mantinha imóvel, sem mudar de posição, mexer com as asas, ou ao menos virar a cabeça para um lado […]

AGUIA, O CORVO E O PASTOR

ÁGUIA, O CORVO E O PASTOR, A

Postado por e arquivado em , .

A águia voava procurando alguma caça que pudesse comer, quando em certo momento ela desceu das alturas, prendeu em suas garras um cordeirinho que acabara de nascer, e foi-se embora com ele. Pousado em uma árvore ali perto, um corvo que assistira a tudo ficou entusiasmado com o que acabara de presenciar, alçou vôo e […]

AMOREIRA

AMOREIRA, A

Postado por e arquivado em , .

Naquele ano a amoreira carregara seus galhos com uma quantidade de frutos como antes jamais conseguira produzir. Isso a deixou muito vaidosa e orgulhosa, mas por pouco tempo, pois assim que as amoras começaram a amadurecer esse sentimento transformou-se em tristeza: quando os melros chegaram em bandos atrás do alimento farto, e iniciaram o seu […]