Resultados encontrados: BOCAGE

SAIBA MORRER A QUE VIVER NÃO SOUBE

Postado por e arquivado em , .

Meu ser evaporeu na lida insana do tropel de paixões que me arrastava. Ah! Cego eu cria, ah! mísero eu sonhava em mim quase imortal a essência humana. De que inúmeros sóis a mente ufana existência falaz me não dourava! Mas eis sucumbe Natureza escrava ao mal, que a vida em sua origem dana. Prazeres, […]