Resultados encontrados: PLÍNIO MARCOS

ALVINHO, BOM PALPITE

Postado por e arquivado em , , .

O Alvinho encarava um batente que não era mole. Se virava mais que charuto em boca de bêbado por uma grana muito mixuruca, que mal dava pra ele escorar os repuxos. Coisa que não é mole, hoje em dia,  com a vida custando os olhos da cara como anda. Muito nego se abilola. Principalmente se […]

AMOR É AMOR

Postado por e arquivado em , , .

Mulher gamada é fogo. Elas, quando se vidram e se amarram num homem, são capazes de fazer das tripas coração pra defender seus interesses. Uma mulher apaixonada se transforma dos pés à cabeça. Se é classuda, cai da panca e, sem vacilar, apronta os maiores salseiros. Se é acanhada, endoida e não regateia pra fazer […]

CARNAVAL DOS CORDÕES, O

Postado por e arquivado em , , .

A tradição canavalesca de São Paulo era o cordão. Havia algumas escolas de samba, porém (e sempre tem um porém), os bambas, a pesada eram os cordões. Camisa Verde e Branco (branco mesmo), Vai-Vai, Paulistano da Glória, Campos Elíseos, Som de Cristal, eram todos famosos cordões. E o cordão paulista tinha batida diferente das escolas […]