Resultados encontrados: E a H

ALBERTINE DISPARUE

Postado por e arquivado em , , .

Chamava-se Albertina, mas era a própria Nega Fulô: pretinha, retorcida, encabulada. No primeiro dia me perguntou o que eu queria para o jantar: – Qualquer coisa — respondi. Lançou-me um olhar patético e desencorajado. Resolvi dar-lhe algumas instruções: mostrei-lhe as coisas na cozinha, dei-lhe dinheiro para as compras, pedi que tomasse nota de tudo que […]

BALEIA

BALEIA

Postado por e arquivado em , , .

A cachorra Baleia estava para morrer. Tinha emagrecido, o pêlo caíra-lhe em vários pontos, as costelas avultavam num fundo róseo, onde manchas escuras supuravam e sangravam, cobertas de moscas. As chagas da boca e a inchação dos beiços dificultavam-lhe a comida e a bebida. Por isso Fabiano imaginara que ela estivesse com um princípio de […]

CHAVE DO ENIGMA, A

Postado por e arquivado em , , .

MINAS O TURISTA perguntou ao mineiro por que o Estado de Minas Gerais é conhecido como “As Alterosas”. – Sei não- foi a resposta.- Vai ver que é por causa das mulheres mineiras, que são muito alterosas. Basta uma para dar logo alteração. CAMINHANDO pelas ruas de São João del Rei. Uma dor de cabeça […]

COMO COMECEI A ESCREVER

Postado por e arquivado em , , .

Quando eu tinha 10 anos, ao narrar a um amigo uma história que havia lido, inventei para ela um fim diferente, que me parecia melhor. Resolvi então escrever as minhas próprias histórias. Durante o meu curso de ginásio, fui estimulado pelo fato de ser sempre dos melhores em português e dos piores em matemática – […]

COMO DIZIA MEU PAI

Postado por e arquivado em , , .

Já se tornou hábito meu, em meio a uma conversa, preceder algum comentário por uma introdução: – Como dizia meu pai… Nem sempre me reporto a algo que ele realmente dizia, sendo apenas uma maneira coloquial de dar ênfase a alguma opinião. De uns tempos para cá, porém, comecei a perceber que a opinião, sem […]

COMO NASCE UMA HISTÓRIA

Postado por e arquivado em , , .

Quando cheguei ao edifício, tomei o elevador que serve do primeiro ao décimo quarto andar. Era pelo menos o que dizia a tabuleta no alto da porta. – Sétimo – pedi. Eu estava sendo aguardado no auditório, onde faria uma palestra. Eram as secretárias daquela companhia que celebravam o Dia da Secretária e que, desvanecedoramente […]

COMO VENCER NO BAR SEM FAZER FORÇA

Postado por e arquivado em , , .

No dia do enterro de Churchill ele foi barrado pela Polícia nada menos que cinco vezes. Tinha credencial para se postar com as suas cinco câmeras junto ao Parlamento, mas cismou de entrar na Catedral de São Paulo, onde só eram admitidos os fotógrafos oficiais: meto uma conversa, estou aqui, estou lá dentro. O guarda […]

CONVERSINHA MINEIRA

Postado por e arquivado em , , .

— É bom mesmo o cafezinho daqui, meu amigo? — Sei dizer não senhor: não tomo café. — Você é dono do café, não sabe dizer? — Ninguém tem reclamado dele não senhor. — Então me dá café com leite, pão e manteiga. — Café com leite só se for sem leite. — Não tem […]

DEVANEIOS DO GENERAL, OS

Postado por e arquivado em , , .

Abre-se uma clareira azul no escuro céu de inverno. O sol inunda os telhados de Jacarecanga. Um galo salta para cima da cerca do quintal, sacode a crista vermelha que fulgura, estica o pescoço e solta um cocoricó alegre. Nos quintais vizinhos outros galos respondem. O sol! As poças d’água que as últimas chuvas deixaram […]

DOIS ENTENDIDOS

Postado por e arquivado em , , .

Dizem que tem uma memória extraordinária e sabe tudo sobre futebol. Suas lembranças desafiam contestação. Um dia, porém, viu-se numa reunião em que se achava outro com igual prestígio. E os dois acabaram se defrontando: – Você se lembra da primeira Copa Roca disputada no Brasil? – perguntou-lhe o outro. – Se me lembro. E […]